segunda-feira, 26 de junho de 2017

Botando a cabeça pra funcionar n. 16

Diariamente passava por ali. A curiosidade aguçava !
As janelas sempre cerradas. O mato alto indicava solidão.
Ninguém passava por ali ?
Mil perguntas. Até que um dia, o portão  se abriu rangente .
Elas entraram a convite de uma senhora gentil e sorridente.
Mil gatinhos espalhavam-se pela casa meticulosamente limpa e bonita.
Por trás daquela aparência , escondido estava um tesouro infantil.
Gatinhos brincalhões e uma xícara de leite quentinho com bolinhos de chuva.
A diversão foi geral. Anfitriã e convidadas vizinhas.
A má impressão foi embora.
Depois quando por ali passavam, lembravam que podemos nos enganar.
Por detrás das aparências, podem existir muitas coisas não vistas e compreendidas.
É tudo uma questão de olhar. É tudo uma questão de conhecer e saber.

Participando
no Chica brinca de poesia
O Botando a cabeça acontece
nos dias 5, 15 e 25 de cada mês .
Participe ! 

sábado, 24 de junho de 2017

Vamos brincar com a Chica n.22

Dia a dia, nova lição de vida .
Aprendida a lição , outra já se inicia .

( Graças ! )  


Participando com a Chica e demais amigos 

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Oração por meus Amigos

Vivo arrumando as gavetas. As de dentro e as de fora.
Houve um tempo em que as gavetas de fora estavam sempre arrumadas.
Agora, nem sempre. E as vezes se perdem em cantinhos não programados e nem pensados.
Mas sempre tem a gaveta do carinho, dos papeizinhos dobrados e guardados.
Não duram para sempre, pois a vida é longa e a gaveta é pequena .
Foi assim arrumando a gaveta de fora, que encontrei uma carta, melhor dizendo uma oração . Não minha, mas para mim e outras pessoas.  Já publiquei em outro blog, mas volto a repetir
tal importância.
Ela veio através da Rosélia - Espiritual Idade ,quando a conheci.
 Eu gosto de lê-la .  Ela me aquieta .

Oração por meus Amigos

Abençoa senhor, meus amigos
E minhas amigas e dá-lhes a paz
Aqueles a quem ajudei
Que eu ajude ainda mais
Aqueles a quem magoei
Que eu não magoe mais
Saibamos deixar um no outro
Uma saudade que faz bem
Abençoa, Senhor meus amigos
e minhas amigas . Amém !


Luzes que brilham juntas
Velas que juntas queimam
No altar da esperança
Trilhos que juntos percorrem
Os mesmos  dormentes
E vão terminar no mesmo lugar
Aves que vão em bando
Verso que segue verso
Nas rimas da vida
Barcos que singram os mares
Até separados , mas sabem o porto
Onde vão se encontrar
São assim os meus amigos que a vida me deu
Meus amigos e minhas amigas e eu !


Gente que sonha junto, gente que brinca e briga
E se zanga e perdoa
Um sentimento forte mais que forte que a morte
Nos faz ser amigos no riso e na dor
Vidas que fluem juntas, rios que não confluem
Mas vão paralelos, aves que voam juntas
E sabem que um dia, por força da vida não
Mais se verão
Resta apenas o sonho
Que a gente viveu
Meus amigos e minhas amigas e eu !